Bolsa Família – Último encontro do Grupo Limite e Afetividade em 2019

O Bolsa Família é um programa do Governo Federal criado para o combate a extrema pobreza. Ele possui três eixos fundamentais que são: transferência de renda; acesso a direitos básicos (saúde, educação e assistência social) e articulação com outras ações.

No eixo de acesso a direitos as famílias beneficiárias do programa assumem compromissos nas áreas da educação e da saúde, como sendo uma forma de garantir o acesso a esses serviços. São o que chamamos de condicionalidades do programa. Para que uma família continue recebendo o beneficio (a transferência direta da renda) ela precisa cumprir com esses compromissos, sendo um deles a garantia da frequência escolar em 85% para crianças de 6 a 15 anos e de 75% para jovens de 16 e 17 anos. Quando a família deixa de cumprir esse compromisso possui o seu beneficio bloqueado e até suspenso até que a família volte a garantir esse direito da criança e adolescente.

Visando minimizar os índices de descumprimento das condicionalidades do programa, especialmente no que se refere à frequência escolar, as equipes do Programa Bolsa Família e do PAIF (Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família) executam uma oficina com as famílias que tiveram seus benefícios bloqueados e suspensos. O nome do grupo é “Limite e Afetividade” e sua metodologia é composta por quatro encontros semanais onde são trabalhados os temas relacionados ao cumprimento das condicionalidades e ainda o fortalecimento dos vínculos familiares, bem como relacionamento entre pais/responsáveis e filhos.

No ano de 2019 foram executados três grupos, e no dia 12 de dezembro de 2019 aconteceu o último encontro, com a participação de 25 famílias.

A equipe buscou incentivar aos responsáveis na garantia dos direitos das crianças e adolescentes bem como motivaram a reflexão do convívio familiar, promovendo momentos de interação com os filhos, por meio da confecção de artesanato, pintura de mandala, dinâmicas de grupo e confecção de um cartão para o natal. Buscando incentivar o retorno as aulas, foi concedido também um kit com material escolar para cada família.

Ao final do grupo as famílias demonstraram satisfação em participar dos encontros, relatando efeitos positivos na convivência familiar.

O grupo tem sido executado pela assistente social Jamila Gomes Saiter Berger e pela gestora do CadÚnico e Programa Bolsa Família Elaine da Cruz Schreiber da Silva, entrevistadora Idalete Da silva Campores.