Alunos da Escola Municipal São Vicente conquistam o III Prêmio Capixaba de Literatura

A Escola Municipal São Vicente tem muito a comemorar: os alunos do 5º ano Pedro Heber de Freitas Messias, Kauan Junior Andrade Silveira e Tiago Rodrigues Ribeiro, conquistaram, respectivamente, o 1º, 2º e 3º lugar do III Prêmio Capixaba de Literatura Afonso Cláudio de Freitas Rosa, na categoria Ilustração. Eles concorreram com alunos de todo o Brasil e até de fora do país.

Para a diretora da Escola São Vicente, Fabrícia Kuster Brandão, o momento é de comemoração e motivação. “Estamos muito felizes com o resultado dos meninos, que mostra a dedicação não só dos alunos como também da nossa equipe pedagógica. É uma honra ter esse reconhecimento. Além disso, o prêmio é um grande incentivo para os demais alunos da escola, para se dedicarem ainda mais e acreditarem que a educação pode transformar suas vidas”, ressalta.

O prêmio fez parte da V Feira Literária Capixaba – FLIC-ES 2018, organizado pela Academia Feminina Espírito-Santense de Letras (AFESL), pela Academia Espírito-Santense de Letras (AEL) e pelo Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo (IHGES) em parceria com a Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), e teve o objetivo de premiar obras inéditas nas categorias “Ensaio” e “Ilustração”, destinadas ao público adulto e infantil.

Os alunos receberam o prêmio e foram homenageados em uma sessão solene na última quarta-feira (13), na sede do IHGES, em Vitória, com a presença de diversas autoridades, entre elas o prefeito de Afonso Cláudio, Edélio Guedes, e a secretária municipal de Educação, Cláudia Lopes. As crianças também já haviam sido homenageadas na solenidade de abertura do Encontro do Afonsoclaudense Ausente, na última semana, na praça Adherbal Galvão.

Prêmio

Para participar, os alunos tiveram que fazer uma ilustração sobre o livro “A Insurreição do Queimado”, de Afonso Cláudio de Freitas Rosa, que trata da maior revolta levantada pelos negros escravizados do Espírito Santo. A pedagoga da escola, Sirla Correa incentivou os alunos do 4º e 5º anos a participarem do concurso e, junto com as professoras Gilce Helena, Ivaldene Aparecida, Marluce Leal e Cristiane Vieira, apresentou a história da obra para os alunos. A partir daí, todos os alunos do 4º e 5º anos fizeram desenhos sobre o livro. Para seguir o regulamento do concurso, a escola fez uma pré-seleção de dez desenhos, que foram inscritos no Prêmio Literário.

“Além de todo o reconhecimento no âmbito escolar, foram os alunos de Afonso Cláudio que ganharam o prêmio que leva o nome do nosso município. Isso traz também reconhecimento e valorização para a cidade”, destaca a diretora Fabrícia.

 

Afonso Cláudio de Freitas Rosa

Afonso Claudio de Freitas Rosa nasceu em Mangaraí, no município de Santa Leopoldina, em 2 de agosto de 1859. Foi escritor, poeta, historiador, professor, advogado e político brasileiro. Participou ativamente do movimento republicano e, quando da Proclamação da República, foi escolhido primeiro governador do estado do Espírito Santo, nomeado em 20 de novembro de 1889, exercendo o governo até 7 de janeiro de 1890. Foi membro fundador da Academia Espírito-Santense de Letras. Poucos governantes espírito-santenses foram tão cultos, marcou indelevelmente a vida pública capixaba, possuíam sensibilidade para entender os valores de nossa gente e, sobretudo, tê-la como referência. Faleceu no Rio de Janeiro, 16 de junho de 1934. O nome do município Afonso Cláudio é uma homenagem a ele.

Informações à imprensa:
Karolina Gazoni
Tel: (27) 3735-4069
E-mail: comunicacao@afonsoclaudio.es.gov.br