BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO – SEMANA (17)

A Prefeitura Municipal de Afonso Cláudio e a Vigilância em Saúde vem por meio deste informar a população o Boletim epidemiológico da Dengue, Zika e Chikungunya.

DENGUE

Casos Suspeitos de Dengue notificados de Janeiro a última semana de abril: 284 Casos notificados, dentre estes 63 confirmados, 57 casos descartados por exame laboratorial. Segue abaixo o quantitativo de casos suspeitos e confirmados para dengue, de acordo com os bairros:

BAIRRO CASOS SUSPEITOS NOTIFICADOS TOTAL CONFIRMADOS  
Interior 46 5  
Campo 21 15 3  
Campo 20 1 0  
Centro 10 3  
São Vicente 26 0  
Vila Nova 2 0  
Boa Fé 7 1  
Grama 159 48  
Residente fora do municipio 3 0  
Colina do Cruzeiro 10 3  
Itapuã 3 0  
Chácara da providência 1 0  
São Tarcísio 0 0  

ZIKA

 

Casos Suspeitos de Zika notificados de Janeiro a ultima semana de abril: 19 Casos suspeitos notificados, dentre estes 07 confirmados para zika Vírus.

 

BAIRRO CASOS SUSPEITOS NOTIFICADOS TOTAL CONFIRMADOS
Interior 1 1
Campo 20 1 1
São Vicente 1 1
Boa Fé 2 2
Grama 2 2

 

CHIKUNGUNYA

Casos Suspeitos de Chikungunya notificados de Janeiro a última semana de abril: 66 Casos suspeitos notificados, 03 casos confirmados, 26 já foram descartados.

A Vigilância em Saúde orienta:  

 

  • Ajude a reduzir o número de mosquitos por meio da eliminação de criadouros, mantenha os reservatórios e qualquer local que possa acumular água totalmente cobertos com telas/capas. De forma complementar, realize a proteção individual com uso de repelente e se possível use cortinados ou tele as janelas.

 

  • Utilize roupas que minimize a exposição da pele, proporcionando assim maior proteção contra as picadas dos mosquitos principalmente durante o dia, período que são mais ativos.

 

  • Evite automedicação, não utilize medicamentos a base de AAS (ácido acetilsalicílico).

 

  • GESTANTES procurem a unidade de saúde e façam o acompanhamento de Pré Natal, acompanhe com a equipe de Estratégia de Saúde da Família, ela poderá fazer o cadastro de SIS Pré Natal e entregar o repelente.

 

Em caso de suspeita de Dengue, Zika e Chikungunya procurar o serviço de saúde mais próximo o quanto antes, pois quanto mais tempo há de demora em realizar o acompanhamento mais risco é de agravamento da doença.

Esperamos ser atendidos.

 

REJANE REBLIN DE SOUZA CARVALHO

Coordenadora da Vigilância epidemiológica